SUPREMO CONCLAVE DO BRASIL PARA O RITO BRASILEIRO

REGULARIZAÇÃO DO IL.'. SUBL.'. CAP.'. VALE DOS TEARES Nº 103 AO VALE DE BRUSQUE - SC

No dia 07 de maio de 2018, foi realizada a Sessão Magna de Regularização do ILUSTRE E SUBLIME CAPÍTULO "VALE dos TEARES" nº 103 ao Vale de Brusque - SC., e também a Recepção e Filiação de  IIl.'.IIr.'. vindos dos Graus Filosóficos de outros Ritos. Vamos conhecer um pouquinho desde progressista município catarinense.

A cidade de Brusque, no Vale Europeu, em Santa Catarina, é um importante destino turístico pelas belezas naturais e arquitetônicas, peculiaridades históricas e por seu grande potencial em compras de vestuário e tecidos na pronta entrega, com grande variedade/qualidade de preços direto de fábrica. Além do comércio - o carro-chefe do turismo em Brusque - a cidade apresenta peculiaridades herdadas dos imigrantes alemães, italianos e poloneses que fazem com que Brusque apresente características que só ela possui na gastronomia, arquitetura e aconchego de seu povo, que está sempre de braços abertos para receber o turista.

m_FOTO REGVT_001

Vista parcial da cidade de Busque - SC

A colonização da atual região de Brusque tem início nas terras localizadas à margem direita do rio Itajaí-Mirim. Neste local destinado à sede da Colônia Itajahy (Brusque), já havia a presença de outros imigrantes - que exploravam a extração de madeira.

Em janeiro de 1890, a cidade foi batizada de Brusque, em homenagem a Francisco Carlos de Araújo Brusque, presidente da província de Santa Catarina na época da fundação da colônia, gaúcho nascido em Porto Alegre. O município foi instituído em  de março de 1881, ainda com nome de São Luis Gonzaga.

Foi em Brusque que se originaram as primeiras geladeiras da marca Consul, em 1945. O incentivo do cônsul Carlos Renaux, que fomentou uma pequena oficina para protótipos e testes, propiciou a criação de uma das maiores indústrias de refrigeração do Brasil. Poucos anos depois, em 1950, a fábrica Consul se estabeleceu definitivamente em Joinville, no norte catarinense.

m_FOTO REGVT_002

Festa de Outubro - FENARRECO

Herdou as características alemãs de seus colonizadores: na arquitetura, na comida, nas festas populares, etc. Entretanto, outros povos legaram contribuições étnicas às levas de germânicos. Chegaram os primeiros colonos de língua inglesa, especialmente os irlandeses e os britânicos. Chegam também os colonos vindos da Europa e dos Estados Unidos, fugindo da Guerra de Secessão. Depois, chegaram os imigrantes italianos e, mais tarde, os poloneses. Alguns polacos trouxeram consigo técnicas de tecelagem, e fábricas foram fundadas na cidade.


m_FOTO REGVT_003

Prefeitura Municipal de Brusque - SC

m_FOTO REGVT_004

Detalhe da construção em Enxaimel

m_FOTO REGVT_005

Cidade da Indústria têxtil

Brusque é o "Berço da Fiação Catarinense" e "Cidade dos Tecidos" pois foi na cidade que se iniciou um dos maiores polos têxteis de Santa Catarina e do Brasil. João Bauer, desenvolveu a primeira tentativa de produção de tecidos no município, contando com ajuda dos imigrantes poloneses. A segunda tentativa que logrou êxito aconteceu com o apoio de Carlos Renaux, comerciante que instalou teares de madeira rústicos, construídos pelos próprios poloneses, dentro do depósito de sua casa de comércio em 1892, fundando a Fábrica de Tecidos Carlos Renaux S.A., um dos ícones da indústria no sul do Brasil. Em 1898, surgiu a Buettner e em 1911 a Schlösser. Essas indústrias dominaram a principal atividade econômica da cidade durante a maior parte do século XX, até no final dos anos 80. Ainda hoje é um dos setores mais fortes da economia local, agregando nomes importantes na área de malhas e serviços têxteis.

A área de confecções, que surgiu durante os anos 80, estabeleceu na cidade centenas de pequenas e médias empresas. Destaca-se a Colcci, marca originalmente criada em Brusque e de grande projeção nacional. Segundo o IBGE, Brusque está entre as dez maiores economias de Santa Catarina e na posição de destaque entre os municípios brasileiros.

Assim, nada mais que justo nossa súplica ter sido acatada pelo SOBERANO GRANDE PRIMAZ Ir.'. NEI INOCENCIO DOS SANTOS 33º, para fundarmos e regularizarmos um Capítulo na cidade de Brusque, pois havia muito embassamento, além do que a partir de agora, passa a agregar em suas atividades maçônicas o estudo da filosofia do Rito Brasileiro, atendendo também o promissor munípio vizinho de São João Batista.


m_FOTO REGVT_006

Estandarte do Ilustre Capítulo

m_FOTO REGVT_007

IIl.'. IIr.'. Anderson Praxedes, Diego Garbosa, Luiz Carlos Moraes e Adolfo da Silva do Capítulo "Luzes do Vale" nº 52, aguardando o início dos trabalhos

Através do Ato nº 4541 expedido pelo GRANDE PRIMAZ, concedeu ao Em.'. Ir.'. ANTÔNIO CARLOS PRAZERES 33º a Presidência dos trabalhos, o qual nomeou a Comissão de Regularização formada pelos EEm.'. IIr.'. BORIS OMAR KOERRICH 33º - Aterzata do Capítulo "Jefer Pinto" nº 85 de Blumenau - SC e IRENEO VALDIR DOS SANTOS 33º - Presidente do Colendo Colégio "Barriga Verde" nº 214 de Itajaí - SC.

A deputação de três membros foi assim composta: Preclaroro.'. Ir.'. Gilberto Pereira da Silva Junior e os EEm.'. IIr.'. Carlos Alberto Luvizotto 33º e Marcos Rogério Zappa 33º. O Presidente da Comissão apresenta e lê o Ato que lhe dá os necessários poderes e estes retormam o Templo e informam ao Aterzata Interino.

m_FOTO REGVT_008

Entrada no Templo da Comissão Regularizadora

A Comissão foi conduzida pelo Gr.'. M.'. de CCer.'. Em.'. Ir.'. EDMAR KOCK 33º, cumprindo todas as formalidade contidas no Ritual de Regularização, foram abertos os trabalhos, onde o Aterzata Int.'. Em.'. Ir.'. ALEXANDRE DOROW 33º, recepcionou juntamente com os GGr.'. VVig.'. a Comissão desgnada para o ato.

m_FOTO REGVT_009

Ilustres IIr.'. presentes no evento

m_FOTO REGVT_010

Presidente da Comissão Regularizadora dando início ao trabalhos

O Presidente, solicitou ao Gr.'. Sec.'. Il.'. Ir.'. Márcio Moreira, par fazer a leitura do Ato nº 4541 e o Breve Constitutivo do Ilustre e Sublime Capítulo. Em seguida fez uma rápida alocução sobre os Graus 4 ao 18 e deu posse a Administração do Capítulo.

m_FOTO REGVT_011

Desenvolvimento da Sessão Aterzata Precl.'. Ir.'. Mario Luiz da Silva Pinto a esquerda

m_FOTO REGVT_012

Ilustres IIr.'. presentes na Sessão Magna

Antes de encerrar os trabalhos o Presidente procedeu a RECEPÇÃO e FILIAÇÃO dos IIr.'. Éder Daniel Riffel - Gr.'. 15, Fábio Floriani - Gr.'. 18, Jorge Luiz Ramos - Gr.'. 18, Moassir Bussolo - Gr.'. 21 e Valdir Iatzac - Gr .'. 21, onde todos prestaram o seu Juramento.

m_FOTO REGVT_013
IIl.'. IIr.'. aguardando suas filiações nos Altos Corpos do Rito Brasileiro

m_FOTO REGVT_014

IIl.'. IIr.'. sendo recepcionados nos Altos Corpos do Rito Brasileiro

m_FOTO REGVT_015

Em.'. Ir.'. Anderson Dalsenter revestindo o Il.'. Ir.'. Jorge Luiz Ramos

m_FOTO REGVT_016

IIl.'. IIr.'. Filiados, com os PPres.'. dos Altos Corpos de Brusque, Itajaí e Blumenau

m_FOTO REGVT_017

IIl.'. IIr.'. recepcionados

m_FOTO REGVT_018

Presidente da Comissão entrega os Atos de Recepção e Filiação

m_FOTO REGVT_019

Os IIl.'. IIr.'. presentes na Sessão

m_FOTO REGVT_020

O Pres.'. passa os trabalhos ao Aterzata do Capítulo "Vale dos Teares" nº 103

Durante toda sessão foram exibidas belíssimas páginas musicais pelo nosso Gr.'. M.'. de Harm.'. Pod.'. Ir.'. Itamar Coraci Xavier de Liz.

Foi concedida a palavra relativa ao ato e alguns IIl.'. IIr.'. elogiaram o trabalho empreendedor do Delegado do rito Em.'. Ir.'. Prazeres 33º, que proporcionou à Brusque e São João Batista este Capítulo, facilitando consideravelmente, o deslocamento dos IIr.' para o Clima de Itajaí-SC, pois a distância é grande e a dificuldade no trânsito era um fator desmotivador.  O Aterz.'. Precl.'. Ir.'. MARIO LUIS DA SILVA PINTO, agradeceu todos os presente e disse estar feliz pois juntamente com o Ir.'. Delegado, incentivou todos os obreiros da Loja de São Batista nº 3061 do nosso Rito, para que pudesse dar suporte juntamente com os obreiros da Loja Luz e Harmonia nº 3347, na formação do Capítulo que acaba de ser regularizado. Por fim, o Em.'. Ir.'. ANTÔNIO CARLOS PRAZERES 33º - Delegado da 2ª Delegacia do Rito Brasileiro de Santa Catarina, envolvido de muita emoção, agradece ao SOBERANO GRANDE PRIMAZ IR.'. NEI INOCENCIO DOS SANTOS 33º, por ter confiado tal honraria em fundar e regularizar o Capítulo de Brusque, um sonho que acalantou muitos anos, pois era ciente das dificuldades de locomoção dos IIl.'. IIr.'. ao Clima de Brusque e São João Batista para realizar seus estudos filosóficos iniciais. Elogiou a confecção do estandarte do Capítulo, que expressa a força do trabalho do povo brusquense. Ressalta que os trabalhos começarão com força e vigor pois mas de 25 (vinte e cinco) IIl.'. IIr.'. farão parte a partir de agora do quadro de obreiros. Agradeceu o esforço de todos e ressaltou que um Maçom nunca caminha sozinho, sempre há grandes IIr.'. em busca da evolução.

m_FOTO REGVT_021

Ilustres Irmãos presentes na Sessão Magna de Regularização

Após o término da Sessão todos os Ilustres Irmãos, se dirigiram para o Salão de Festas, onde foi servido um delicioso jantar, coordenado pelo nosso Ir.'. Zucco.

m_FOTO REGVT_022

Ilustres Irmãos dos Altos Corpos de  Blumenau e Itajaí  - SC

m_FOTO REGVT_023

Ilustres IIr.'. dos Altos Corpos Filosóficos de Itajaí - SC

m_FOTO REGVT_024

Ilustres IIr.'. dos Altos Corpos Filosóficos de Itajaí e Brusque com o Delegado da 2ª Delegacia do Rito Brasileiro de SC

m_FOTO REGVT_025

A Caravana dos Ilustres IIr.'. retornando de Brusque para Itajaí e Balneário Camboriú - SC

Texto: Em.'. Ir.'. Antônio Carlos Prazeres 33º

Fotos:

Em.'. Ir.'. Ireneo Valdir dos Santos 33º

PPod.'. IIr.'. Aimori de Souza, Germiniano Cordeiro,  Emerson Buzzo, Itamar Coraci de Liz, Cláudio Cabral, Mauro Gauland.

Editoração : Ser.'. Ir.'. Cesar Dourado 33º

 

Área Administrador

Área destinada somente ao administrador do sitema

Visualizações de Conteúdo : 808737